Olhos e ouvidos atentos

 

Dar aulas em um lugar como esse tem suas muitas vantagens: não temos um laboratório de Ciências todo equipado, mas temos um grande “quintal” cheio de natureza, mata, diversidade e beleza. Usando nossos poucos recursos e colocando a criatividade em ação,buscamos oferecer uma educação de qualidade. Já montamos uma célula em forma de pizza (os alunos amaram), moldamos o relevo de rios com barro, visitamos uma outra casa fora da comunidade pra aprendermos como se faz um queijo, fazemos caminhadas pela mata, etc.

As vezes, acho que me divirto e aprendo bem mais que eles! Estávamos estudando a diferença entre elementos bióticos e abióticos. Fizemos uma caminhada pela mata e eles deveriam anotar tudo o que estivessem vendo para ser usado em uma atividade. É incrível como eles conhecem a natureza (e os barcos)! Eles reconhecem o canto dos pássaros e outros animais. As árvores da mata não são apenas árvores: eles sabem os nomes! “Tia, ali é um pé de tucumã.” “Titia, olha uma maniva!” “Eu vi fruta-pão!” “Titia, aquele é um guaxinim”. “Tá vendo o gafanhoto ali?” (Eles encontram seguindo o som!) “Tem um bem-te-vi bem ali na ponta da árvore!” “Como você sabe? Nem dá pra enxergar daqui!” “Não tá ouvindo ele cantar?” Já disse pra eles que vou contratá-los pra fazer um tour comigo e me apresentar várias outras espécies daqui.

Tem vezes que o céu está fechado e acho que vai chover e comento: “Ai, minha roupa está no varal!” Então um deles fala: “Não, tia, essa nuvem aí vai passar pra lá. Não vai chover.” Aprendi que posso acreditar! Eles conhecem até as nuvens! Quanto aos barcos, às vezes estou dando aulas e do nada alguém grita: “Olha o fulano!” E eu, inocentemente, já pergunto: “Onde?” “Olha o barulho do barco!” O barco está longe ainda, geralmente eu nem consigo escutar. Mas se eles estão dizendo, pode acreditar! Em questão de minutos, você realmente ouvirá e verá o barco,e com certeza será o barco do “fulano”.

Eles aprenderam a observar a natureza e seus variados sons. Aprenderam a diferenciar cada barco pelo seu ruído. Eles sabem o que está próximo a eles simplesmente porque aprenderam a dar atenção a essas coisas. Isso me faz pensar nos sinais da volta de Jesus que Ele disse que deveríamos observar e estar atentos. “ Assim também, quando virem todas estas coisas, saibam que Ele está próximo, às portas ” (Mateus 24:33). Será que estamos com os nossos olhos bem atentos e com nossos ouvidos tão afiados assim para os sinais ao nosso redor? Ele está próximo!!!

“Eis que venho em breve!” Apocalipse 22:7

“Portanto, vigiem, porque vocês não sabem em que dia virá o seu Senhor!” Mateus 24:42

Image Image Image Image


 
 
Sobre a Autora

A Gisele é natural de São Paulo e se formou em Pedagogia e Ciências Biológicas. Começou a dar aulas na ETAM em fevereiro de 2018. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *